Bolsa do Povo: o que é, e como solicitar?

Nos últimos anos o Brasil enfrentou inúmeras crises econômicas, e a fim de barrar isso, o Governo Federal e Estadual criou diversos programas sociais para auxiliar a população brasileira: dentre eles, o Bolsa do Povo. Sendo um programa social exclusivo para cidadãos residentes no Estado de São Paulo.

Sendo dividido em diversos auxílios e benefícios, favorecendo a todos os públicos; desde jovens, estudantes e adultos. Veja neste artigo o guia completo sobre o Bolsa do Povo e solicite agora mesmo o seu benefício.

O que é Bolsa do Povo?

O Programa Bolsa do Povo é uma espécie de benefício social que possui sete finalidades de auxílios, dentre elas favorecendo grande parte da população do Estado de São Paulo. Todos os passos podem ser acompanhados de maneira online, sendo tudo simples e bem detalhado.

Dentro do programa existem ações para promover melhorias no esporte, estudos, habitação e renda mensal. Todos os detalhes podem ser conferidos diretamente no site oficial; com mais de 2 milhões de beneficiários, segue a lista de alguns dos benefícios.

Sendo uma unificação de todos os benefícios existentes no Estado de São Paulo, como por exemplo: Auxílio Moradia, Renda Cidadã e o Bolsa Empreendedor. Não diferente de outros, com margem de benefícios entre R$ 100 até R$ 750.

Com o intuito de agilizar os processos logísticos de pagamentos, e auxiliar as famílias carentes e vulneráveis do Estado. Nem todos possuem direito à adesão ao programa, estando de acordo com os requisitos propostos.

Quem tem direito ao Bolsa do Povo?

Embora mais de 40% da população do Estado de São Paulo esteja em condições vulneráveis de renda, é necessário estar dentro de alguns requisitos para obter acesso ao programa Bolsa do Povo. Sendo dados padrão dos demais auxílios entregues à população.

Para ter direito é necessário estar em situação vulnerável e com cadastro ativo no CadÚnico. Sendo necessário receber renda mensal de no máximo 03 salários mínimos; cujo perdeu algum parente para a covid-19.

Além de ser necessário ser maior de idade para conseguir realizar o cadastro no site oficial e obter direito ao benefício em questão.

Como se inscrever para o receber o Bolso do Povo?

É necessário realizar o cadastro dentro da plataforma oficial do Governo, a fim de obter acesso ao benefício. Sendo necessário apresentar os seguintes documentos e dados atualizados. Sendo eles:

  • Número de RG
  • Número de CPF
  • Cadastro ativo no CadÚnico
  • Senha de acesso

Antes de tentar o acesso a qualquer auxílio do Programa Bolsa do Povo, é necessário estar com cadastro ativo no CadÚnico. E então, ao entrar dentro da área de login, irá puxar automaticamente todas as informações.

Desse modo, os dados devem estar devidamente atualizados dentro da plataforma de Cadastro Único do Governo. É necessário ser maior de idade, ser residente do Estado de São Paulo e obter o cadastro.

Dentro da plataforma, estarão todos os auxílios disponíveis. Na qual, poderá ser visto ao lado todos os editais e então, caso esteja enquadrado, poderá solicitar a adesão.

Qual o valor do programa social?

O valor do Programa social Bolsa do Povo, irá variar de acordo com o auxílio escolhido. Por exemplo, quem solicitar o acesso ao Programa Vale Gás irá receber valores inferiores aos cidadãos que solicitaram o Auxílio Moradia. Desse modo, é oscilante e irá variar de acordo com o auxílio.

Dentro do edital está contido o valor único e mensal que será recebido durante a vigência do cadastro; podendo perder acesso ao sair de dentro dos requisitos solicitados pelo Governo para estar dentro do grupo de pessoas autorizadas pelo cadastro.

Variando então entre R$ 100 até R$ 750 reais. Podendo aumentar de acordo com os novos princípios e metas estipuladas pelo Governo Estadual. Desse modo, pode ser válido usar os editais disponíveis para obter acesso e detalhes sobre cada valor em questão.

Como receber o Bolsa do Povo?

Logo no início do programa, era possível realizar o saque dos benefícios através de contas online. E então, as vias online de saques eram usadas e estipuladas como um controle a mais contra a propagação da covid-19. Desse modo, os saques podem ser solicitados por contas digitais.

Após a diminuição das infecções, o saque passou a ser exclusivamente pessoal. E então, não será mais feito através de vias digitais; logo após a emissão do cartão do programa, os beneficiários poderão realizar o saque do programa através de qualquer Caixa Eletrônico disponibilizado pelo Banco do Brasil.

Embora nem todos os beneficiários tenham recebido o cartão físico em mãos, em até 7 dias úteis receberá; todos os beneficiários já tiveram seus cartões emitidos e serão entregues dentro do prazo previsto. 

Portanto, para realizar o cadastro e receber o valor parcial do auxílio é necessário apenas estar enquadrado dentro das regras vigentes e então, esperar os dias de saque e retirar os fundos de suas respectivas contas. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.